Seguidores

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Boca fechada não entra...

Ponte de Outeiro

- Manoel, vamos ficar aqui embaixo da ponte de Outeiro. Sempre há alguns peixes neste horário por aqui.

- Tem certeza, Francisco?

- Pesquei semana passada aqui e peguei umas boas douradinhas. Minha patroa quer comer peixe com açaí hoje.

- Então, vamos ficar aqui.

Francisco é rapaz casado, tem dois filhos para educar. Conserta aparelhos eletrônicos. Sempre que pode sai para pescar a fim de relaxar um pouco.

- Manoel preciso de um favor seu.

- O amigo fale.

- Quero que você fale com o senhor Rodrigo pra arranjar um trabalho para minha mulher.

- Por que isso agora? Você nunca deixou a Solange trabalhar fora.

- Não sei ! Ando meio preocupado com uns pesadelos que tenho à noite.

- Como assim?

- Não sei te explicar, mas boa coisa não é. Tu podes me fazer esse favor?

- Deixa-me ver...é...pode ser. O Rodrigo vai precisar de alguém na cozinha do restaurante. Posso indicá-la.

- Obrigado, amigo.

-Que horas já são Francisco?

- Ainda é cedo uaaaaaaaaaah! -Bocejou Francisco- Glub! Aaahhh! Aaahh! Aaahh! (engasgando).

- Francisco, Francisco, meu Deus! Meu Deus! Socorro! Socorro! Não! Não! Não!Nããããããããão...

Horas depois...

- Que morte estranha... Nunca houve um caso assim no Instituto Médico Legal. Seu amigo faleceu engasgando-se com um peixe que pulou na boca dele. O písceo tem as escamas lisas o que dificultou a retirada deste por vocês. A garganta de Francisco ficou destruída pelo tanto que o peixe se debateu. Sinto muito, Manoel.

Há situações em que "boca fechada não entra peixe". Cuidado ao bocejar próximo de rios, garapés, praias etc.

Conto de Sheila Fonseca

Abraços!

Ps: Baseado em fatos reais aqui na cidade de Belém do Pará e adaptado para o conto.

7 comentários:

Rosana Madjarof disse...

Sheila,

Adorei seu conto amiga!

Muito legal mesmo...

Em boca fechada não entra peixe... kkkkkkkkk

Bjs.

Rosana.

LISON disse...

LISON.
Saudações!
Amiga Sheila,
Esse Conto além de fascinante é originalíssimo... Bem da região!
Gostei do relato, e você me fez lembrar dá menina-Mirtes Sales- quando a Piranha levou o nariz.kkkkkk!
Boca fechada não entra nadica de nada!
Parabéns pelo excelente Post!
Abraços,
LISON.

João Poeta disse...

OI, Sheila!
Gostei do seu conto. Com peixe ou, qualquer coisa, o homem, pode morrer pela boca, pelo que entra e pelo o quê sai...
abraços.
João

Claudine Ribeiro G. Netto disse...

Olá amiga Sheila, fiquei impressionada por uma pessoa morrer por está bocejando e morrer com um peixe na garganta, nunca ouvi falar tal coisa, mas neste nosso mundo acontece tanta morte estranha. Por medida de segurança se algum dia eu for pescar, vou ficar com a boca bem fechada.

Um abraço.

Sissym disse...

Embaixo dizia baseado em fatos reais... nossa! Isso é bárbaro!

joselito bortolotto disse...

Grande Sheila, isto sim que é história de pescador ...

GEOLETRAS disse...

Grande Joselito, Isto sim que é apreço pelo pescador...


Abraços! Sheila Fonseca.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin